Família de criança internada reclama do atendimento da Unimed de Cruzeiro

28 JUN 2017   |   Por Jornalismo  |   11:30
Foto: Tulio Morais
Família de criança internada reclama do atendimento da Unimed de Cruzeiro
Unidade Unimed em Cruzeiro

A família de uma criança de 6 anos, portadora de uma doença que afeta o coração, se queixam do atendimento da Unimed em Cruzeiro. A paciente adquiriu uma grave infecção e aguarda a autorização do convênio para ser transferida para o Hospital Infantil Sabará em São Paulo. Agora ela está internada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em São José dos Campos.

Na manhã desta quarta-feira, o avô João Carlos Nobrega e a tia Lucilene Nobrega procuraram o Portal Rc Vale para relatar a dificuldade que estão enfrentando em conseguir o aval da Unimed Cruzeiro para dar seguimento ao tratamento da criança. Eles afirmam que o plano aderido é o regional, que permite que o paciente seja atendido fora da cidade, e que o valor gira em torno de R$200 por mês.

De acordo com os familiares, há três meses foi realizada uma cirurgia para colocação de uma válvula no coração. Depois desse episódio, a criança teve complicações e passou dois meses internada na Santa Casa de Cruzeiro, onde foi descoberta uma infecção, mas não souberam especificar o local afetado.

Há dois dias, o quadro de saúde voltou a piorar e ela foi enviada ao Hospital de São José dos Campos, onde permanece internada pelo SUS. O lugar não é adequado para atender a criança, que precisa de isolamento e hoje divide o espaço com outros doentes. “O médico que faz o acompanhamento atende só no Hospital Infantil Sabará pelo convênio, ele está esperando lá, a gente não pode perder essa criança”, disse indignado o avô. Ele ainda comentou que caso o aval para transferência não saia, será dado início a um tratamento com antibióticos que deixará a criança 45 dias nas condições não apropriadas que se encontra hoje.

Na oportunidade, a tia ainda ressalta que na consulta feita há pouco menos de um mês, a criança saiu com pedidos urgentes de exames que ainda esperam ser liberados pela Unimed. “Eles não falam nada! Precisam ser claros que não estão conseguindo atender os conveniados. Agora para conseguir alguma coisa temos que nos humilhar”, lamenta Lucilene.

Em contato com o consultor da Unimed, Celso Faria, foi afirmado que a família será atendida ainda na tarde de hoje (28/06) e uma análise do caso e do plano aderido deve ser feita para que sejam tomadas as devidas providências.

A equipe de jornalismo do Portal Rc Vale está acompanhando o caso. 
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.