Noruega ameaça interromper contribuições para o Fundo Amazônia

Em declaração, a primeira-ministra norueguesa, Erna Solberg, adverte que caso números de desmatamento continue a aumentar, verba será cortada de vez.

23 JUN 2017   |   Por Jornalismo  |   13:30
Foto: Beto Barata/PR
Noruega ameaça interromper contribuições para o Fundo Amazônia
Presidente Michel Temer em reunião com o presidente do Parlamento da Noruega, Olemic Thommessen

Em reunião com a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, o presidente Michel Temer voltou a ressaltar a importância da contribuição norueguesa direcionada ao Fundo Amazônia pois, segundo ele, é o que possibilita que um “policiamento administrativo mais efetivo” no sentido de evitar o desmatamento no Brasil, aconteça.

A declaração foi feita após notícias de que a Noruega pode cortar metade dos US$ 400 milhões anuais destinados ao fundo. Sobre a possibilidade de ocorrerem esses cortes, Temer respondeu que [nas conversas] "tanto com a primeira-ministra, quanto com o presidente do Parlamento, Olemic Thommessen, ficou clara a revisão desses aspectos".

A Noruega é o principal país financiador do Fundo Amazônia, com repasses que chegam a R$ 2,8 bilhões. Atualmente, há 89 projetos no âmbito do fundo, em áreas como combate ao desmatamento, regularização fundiária e gestão territorial e ambiental de terras indígenas.

De acordo com a agência EFE, a primeira-ministra norueguesa advertiu que seu país interromperá a contribuição ao fundo se for confirmado o aumento do desmatamento da Amazônia do ano passado. "A nossa contribuição está baseada em pagamentos por resultados. Um aumento documentado do desflorestamento significará uma redução dos pagamentos da Noruega. Se os números provisórios de 2016 se confirmarem, haverá uma menor contribuição em 2017", disse hoje Solberg, conforme a EFE.

(Fonte: Agência Brasil)

 
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.