Polícia encontra fotos íntimas de aluna de 17 anos no celular de professor

21 JUN 2017   |   Por Jornalismo  |   12:13
Foto: Poliana Casemiro/G1
Polícia encontra fotos íntimas de aluna de 17 anos no celular de professor
Mensagens mostram relacionamento entre aluna e professor

Um professor de geografia de 59 anos foi detido na tarde desta terça-feira (20) em São José dos Campos. No celular dele, a polícia encontrou fotos íntimas de uma aluna de 17 anos, com quem ele estaria se relacionando desde o início do mês. O homem pagou fiança de R$ 2 mil e foi liberado.

Ele foi localizado pela polícia ao deixar um motel com a jovem, na tarde desta terça. O flagrante aconteceu após a família da adolescente descobrir o relacionamento e procurar a polícia.

No celular do professor, foram encontradas trocas de conversas e fotos pornográficas da adolescente. "Em princípio, ele vai responder por armazenar material pornográfico envolvendo criança e adolescente", disse o delegado Regis Germano. O crime está previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente.

"São imagens fortes e comprometedoras, que comprovam que ele armazenava isso para se satisfazer", continuou.

O motel em que os dois estavam também deverá ser indiciado, por permitir a entrada da adolescente. O estabelecimento disse que permitiu a entrada do professor sem a apresentação de RG da acompanhante porque ele era um cliente frequente no local. A direção também afirmou que não sabia que ela era adolescente.

Envolvimento - Segundo a mãe da jovem, ela descobriu o envolvimento da filha com o professor por meio da família de uma amiga da adolescente. A filha e o professor teriam mantido relações sexuais em três ocasiões. Os encontros aconteceriam no período da tarde, quando a jovem faltava às aulas.

"Ele abusou do poder dele de professor. Do carisma, de estar próximo", afirma a mãe. "Sempre fui atenta às redes sociais, controlei o celular, as redes dela, mas foi contato pessoal pela escola", continuou.

O professor já deu aulas em diferentes colégios particulares de São José. Representantes da escola em que ele leciona estiveram na delegacia e informaram que o professor foi desligado do colégio - eles não quiseram dar entrevista. Ele, que foi acompanhado por advogados na delegacia, não comentou. Os defensores também não deram informações.

(Fonte: G1)
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.