Erro no resultado de vestibular de Medicina da Unitau desclassifica alunos

14 JUN 2017   |   Por Jornalismo  |   08:17

Candidatos do vestibular da Medicina da Universidade de Taubaté contestam o resultado da primeira fase do processo seletivo, divulgado na última quinta-feira (8) e corrigido um dia depois. A mudança na lista de aprovados desclassificou 13 candidatos e aconteceu depois que a resposta de uma questão da prova foi alterada. A universidade admitiu o erro na questão e alegou que a correção foi necessária para garantir a transparência do processo. 

A prova foi aplicada no último domingo (4) e o gabarito - com os resultados das questões - divulgado no mesmo dia. Durante a semana, a universidade fez uma errata em uma questão de química. Na quinta-feira (8), divulgou o que seria a lista oficial de classificados.

A lista mostrava os 200 nomes dos candidatos aprovados para a segunda fase da prova, que acontece no próximo dia 25. O vestibular vai selecionar 60 alunos para o curso, que começa no segundo semestre. O valor da mensalidade é de R$ 6,2 mil e os vestibulandos pagam taxa de R$ 380 para realizar a prova.

Depois da divulgação, a universidade admitiu um erro na questão 42 de biologia, em que o aluno deveria assinalar a resposta incorreta. Inicialmente, a universidade considerou a alternativa D como aquela que o candidato deveria escolher. No segundo gabarito, a resposta passou a ser a B.

O erro alterou o resultado da nota dos alunos na prova e, consequentemente, a classificação dos candidatos. Uma nova lista de aprovados foi publicada na sexta (9). Nela, 13 pessoas da lista anterior ficaram fora da seleção. As vagas deles para a segunda fase foram ocupadas por outros candidatos.

O Diretório Acadêmico da Medicina da Unitau emitiu uma nota de repúdio nas redes sociais chamando o erro de descontrole de gestão. “A universidade de maneira descabida anuncia um aviso de retificação com uma nova lista de classificados”, diz um trecho. “O Diretório Acadêmico Benedicto Montenegro e alunos da Faculdade de Medicina de Taubaté repudiam a postura da Universidade”, completa.

Transparência - Em nota divulgada na sexta (9) a Unitau admitiu o erro no gabarito e informou que fez uma nova lista de classificação para garantir a transparência do processo. Uma outra nota, assinada pelo reitor José Rui Camargo, foi publicada nesta segunda (12), criticando o Diretório Acadêmico.

"No processo seletivo de inverno, em sua primeira fase, identificou-se falha na questão 42 que precisou ser retificada. A Unitau, por sempre prezar pela lealdade da disputa, assumiu o erro de maneira transparente, procedendo a correção da questão 42, o que gerou mudanças na classificação", diz nota.

Sobre o erro apontado pelo especialista, a reportagem aguardava o posicionamento da instituição até a publicação da reportagem.

As informações são do G1/Vale do Paraíba.
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.