Polícia detém mais três pessoas em Manchester por suposta relação com atentado

O ataque na Arena de Manchester foi supostamente praticado por um único terrorista suicida.

24 MAI 2017   |   Por Jornalismo  |   13:50
Foto: Xinhua/Joel Goodman/London News Pictures
Polícia detém mais três pessoas em Manchester por suposta relação com atentado
Ataque terrorista ocorreu no final do show da cantora Ariana Grande, na Manchester Arena.

Três homens foram detidos nesta quarta-feira (24) no sul de Manchester, na Inglaterra, por suposto envolvimento com o atentado ocorrido segunda-feira (22) nessa cidade, no qual 22 pessoas morreram e 64 ficaram feridas. A informação é da Agência EFE.

Segundo a polícia britânica, as prisões ocorreram depois que os agentes fizeram batidas em moradias da cidade.

A polícia já tinha detido ontem (23) um homem de 23 anos, também ao sul de Manchester, supostamente envolvido com o atentado, elevando para quatro o número de detenções durante a investigação.

O ataque na Arena de Manchester foi supostamente praticado por um único terrorista suicida, Salman Abedi, de 22 anos, nascido nessa cidade e de origem líbia. Ele detonou um artefato explosivo na saída de um show da cantora norte-americana Ariana Grande.

A ministra britânica do Interior, Amber Rudd, disse que parece provável que Abedi não atuou sozinho, acrescentando que o terrorista era conhecido "até certo ponto" pelos serviços secretos britânicos.

Segundo informou o jornal britânico The Guardian, a Polícia de Manchester distribuiu agentes em torno da mesquita Didsbury, no sul dessa cidade, local frequentado aparentemente pelo terrorista suicida e alguns de seus familiares.

As forças de segurança permanecem no local onde ocorreu o ataque, de acordo com o jornal, com o apoio de um veículo, uma unidade de vídeo e vários agentes uniformizados.

(Fonte: Agência Brasil)
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.