Após ter pedido negado, depoimento de Lula a Moro não será transmitido ao vivo

Conteúdo estará disponível no sistema eletrônico da Justiça Federal logo após a audiência. Diversos veículos prometem publicar o depoimento na íntegra.

10 MAI 2017   |   Por Jornalismo  |   14:01
Foto: HenriqueFontana/Twitter
Após ter pedido negado, depoimento de Lula a Moro não será transmitido ao vivo
Lideranças do PT acompanham Lula no Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba

O depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sergio Moro não terá transmissão ao vivo, mas seu conteúdo, na íntegra, será disponibilizado no sistema eletrônico da Justiça Federal logo após a audiência, como costuma acontecer com todos as oitivas da Operação Lava Jato.

A expectativa é que o vídeo seja liberado dentro de meia a uma hora após o interrogatório, que começa às 14 horas. O acesso à gravação é público por decisão do próprio Moro de dar publicidade aos atos da Lava Jato.

A gravação do depoimento será feita por servidores da própria Justiça Federal, conforme é padrão nos depoimentos de testemunhas e réus da Operação: uma câmera ficará focada no réu e outra, mais aberta, dará uma visão panorâmica da sala.

A defesa de Lula tentou, sem sucesso, fazer com que uma equipe contratada pelo petista gravasse o depoimento, mas teve o pedido negado – primeiro, por Moro; depois pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). O petista também queria que não houvesse a câmera exclusiva focada nele por entender que a situação deixaria o réu em posição subalterna. O pedido também foi negado.


(Fonte: Veja)
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.