Parentes e amigos de criança que morreu de pneumonia protestam e acusam negligência médica

Natacha de Souza Ferreira, de quatro anos, morreu na última quarta-feira (5) e família acusa de pronto-socorro de negligência

08 ABR 2017   |   Por Jornalismo  |   09:33
Foto: Arthur Costa/TV Vanguarda
Parentes e amigos de criança que morreu de pneumonia protestam e acusam negligência médica
Família que acusa hospital de negligência por morte de menina protesta em Pinda

Família e amigos da menina de quatro anos que morreu de pneumonia fizeram um protesto na tarde desta sexta-feira (7) em frente a prefeitura de Pindamonhangaba (SP). A criança morreu na última quarta-feira (5) e a família acusa o pronto-socorro municipal de negligência médica.

O grupo, de cerca de 50 pessoas, pede melhorias no atendimento do pronto-socorro. Os manifestantes queriam uma reunião com o prefeito Isael Domingues, mas ele não estava na prefeitura. Houve um princípio de confusão quando parte do grupo tentou entrar no prédio e foi impedido por guardas municipais e pela Polícia Militar. A manifestação seguiu do lado de fora.

Atendimento- Natacha de Souza Ferreira morreu na última quarta-feira (5). A família contou que a menina foi diagnosticada com pneumonia e levada para o PS. Pouco mais de 12 horas depois que ela chegou à unidade, acabou morrendo. Os pais da Natacha acusam o hospital de negligência.

“Comecei a ficar desesperada e falei: meu Deus, é uma enfermeira e ela não tá fazendo nada. Falei, chama a doutora. Na hora que a doutora chegou, em vez de atender a minha filha, ela ficou conversando”, disse a mãe Eliandra Aparecida Ferreira.

No atestado de óbito constam como causa da morte choque séptico - uma infecção que se alastra pelo corpo rapidamente e afeta vários órgãos e pneumonia.

Outro lado- O diretor administrativo da Santa Casa, que administra o pronto-socorro, disse que está apurando o que aconteceu. “Se for o caso de enfermagem, a Santa Casa vai tomar providências. Se for médico, nós vamos mandar para a comissão de ética da Santa Casa”, disse o diretor administrativo da Santa Casa, Camillo Alonso Filho.

A morte da Natacha também está sendo investigada pela prefeitura, que afirmou que já vinha enfrentando problemas com os serviços oferecidos pelo Pronto-Socorro.

(Fonte: G1 Vale do Paraíba)

 
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.