Dom Orlando Brandes, novo arcebispo de Aparecida, diz que nomeação foi surpresa

O religioso deixa a arquidiocese de Londrina, onde ficou por 10 anos, e toma posse em Aparecida em janeiro de 2017

05 DEZ 2016   |   Por Jornalismo  |   09:12

Dom Orlando Brandes, novo arcebispo de Aparecida, diz que nomeação foi surpresa
Foto: Reprodução

O novo arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, recebeu a nomeação feita pelo Papa para o cargo com surpresa. Devoto de Nossa Senhora, ele revela que já teve a vida salva pela santa quando sofreu um acidente de carro. O religioso deixa a arquidiocese de Londrina, onde ficou por 10 anos, e toma posse em Aparecida em janeiro de 2017.

Orlando conta que sua devoção à santa começou com a família, que era devota. Lembra de ainda menino participar com os pais de missas dedicadas a Aparecida. O caminho que a família ensinou fez com que ele recorresse a ela nos momentos difíceis.

Ele lembra que são muitas as graças alcançadas em sua caminhada religiosa. Apesar disso, a que mais o marcou foi o livramento em um acidente que sofreu quando fazia uma viagem a Londrina para uma missão religiosa.

“Lembro que tínhamos de um lado um rio e do outro os rochedos. Eu pedi a Nossa Senhora que nos protegesse e, para mim, é claro que sua mão veio e nos livrou do pior. Saímos do carro sem nenhum ferimento”, lembra Orlando.

Dom Orlando descreve a nomeação como uma surpresa e a inclui entre as graças que a santa lhe concedeu. “Estar à frente da arquidiocese na cidade do Santuário, na casa da mãe, é uma graça. Um presente dela para mim”, disse.

Ele vai substituir Dom Raimundo Damasceno, que está à frente do cargo há 12 anos e pediu aposentadoria ao Papa Francisco. Dom Raimundo passa a cadeira aos 79 anos.

O novo arcebispo tem 70 anos e se diz apaixonado pela comunicação. Ele atua em programas de rádio e na Rede Vida - canal ligado à igreja.

Corinthiano de coração, sua outra paixão além da vida religiosa é a literatura.

Ele assume a vaga no ano de comemoração dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora. O ano é um marco para a comunidade religiosa e vai contar com uma série de eventos. O novo arcebispo diz que participar desse momento é um desafio.

“Eu tenho noção das minhas limitações, do que essa experiência ainda pode acrescentar, e também das necessidades da igreja. A minha missão aqui é falar da palavra de Deus e continuar a missão já feita pelos que me entregaram esse trabalho”, disse.

Sua primeira atividade à frente da arquidiocese será visitar as dioceses para se apresentar aos fiéis. O novo arcebispo comenta que quer estar próximo dos devotos e se sente acolhido no ambiente de tanta oração e devoção.

"A primazia na nossa vida tem que ser sempre a bíblia, o que o evangelho nos diz. Obedecer as palavras e ordenanças que nos foram deixadas”, disse.

Fonte: G1 Vale do Paraíba
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.