Vale é única região do interior a superar 100 homicídios em 2018

Dados oficiais da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo apontam que RMVale é a única região a passar a centena de vítimas de homicídio no primeiro quadrimestre do ano, com 32 casos a mais que segunda colocada

04 JUN 2018   |   Por Jornalismo  |   08:29
Foto: Arquivo
Vale é única região do interior a superar 100 homicídios em 2018
Taubaté e São José estão empatadas como as cidades mais violentas do Vale, com 23 homicídios

Os estampidos ecoam na noite, encobrindo o som da música, irrompendo a festa. Quatro feridos, dois adolescentes e dois adultos, são atingidos pelos tiros desferidos por dois homens. As vítimas foram socorridas -- uma delas, porém, não resistiu. O crime, registrado na noite de quinta-feira no Cajuru, zona leste de São José dos Campos, entrou para as estatísticas da insegurança pública na RMVale.

Dados oficiais do Estado revelam que o Vale do Paraíba é a única região do interior paulista a ultrapassar a marca de 100 vítimas homicídios no primeiro quadrimestre de 2018.

De janeiro a abril, a RMVale, que é a área mais violenta em todo o território paulista, teve 111 homicídios -- índice 4,71% superior ao registrado nos primeiros quatro meses de 2017, quando foram 106 vítimas.

RANKING.

O Vale está tão disparado no ranking de homicídios no interior paulista que nenhuma outra região superou sequer a barreira de 80 vítimas -- a diferença é de 32 casos na comparação com Piracicaba, que é a região vice-líder (79 baixas).

O ranking possui ainda as regiões de Campinas (75 casos), Ribeirão Preto (74), Sorocaba (66), Baixada Santista (59), S. José do Rio Preto (37), Bauru (35), Araçatuba (25) e Presidente Prudente (24).

VIOLÊNCIA.

Em números absolutos, apenas a capital paulista e a Grande São Paulo superam o índice da RMVale. No entanto, como índice proporcional, a região é desde 2010 a mais violenta em todo o estado. A taxa de homicídios por 100 mil habitantes é de 13,65 no Vale, acima do estipulado como 'tolerável' pela ONU. No estado, a média é de 7,58 vítimas por 100 mil habitantes. A capital paulista tem a média de 6,24 -- menos do que a metade da RMVale.

Estado destaca queda nos roubos e megaoperações contra a violência

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo destacou ações de combate ao crime na RMVale. "A SSP esclarece que atua no combate aos crimes na região do Vale, realizando operações periódicas e ações conjuntas entre suas polícias, que analisam os índices criminais para estabelecer planos de prevenção de delitos", diz trecho da nota. Segundo o Estado, as ações resultaram na queda de 20,5% dos roubos, de 12,12% nos roubos de veículos, 12% nos furtos e 10% nos furtos de veículos no primeiro quadrimestre deste ano em comparação com 2017.

Região possui 10 cidades entre as 30 com o maior número de baixas no interior de SP

Além de ocupar a liderança no ranking de violência, a RMVale domina também a relação de cidades com mais homicídios no interior de São Paulo. A região concentra 10 dos 30 municípios com maior número de vítimas no primeiro quadrimestre: 1º Campinas (40), 2º Sorocaba (22), 3º São José dos Campos (18), 4º Ribeirão Preto (15), 5º ao 7º (Guaratinguetá, Araçatuba e São José do Rio Preto, todos com 13), 8º Guarujá (12), 9º ao 11º (Taubaté, Sumaré e São Vicente, com 11), 12º ao 14º (Lorena, Praia Grande e Hortolândia, com 10) e 15º Piracicaba (8).

"Ainda há muitas armas clandestinas e irregulares em circulação no Estado", disse Melina Risso, especialista em Segurança Pública e ex-diretora do Instituto Sou da Paz. Para Nazareth Melo Vasconcelos, presidente do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) Suleste de São José, falta mais investimento. "É necessário mais efetivo, mais viaturas para que possam circular pelos lugares com maior índice de criminalidade em toda a região", afirmou Nazareth.

Fonte: OVALE
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.