Ceagesp já recebe alimentos, mas preços devem continuar altos até 2ª

Centro de abastecimento em São José recupera 30% do estoque nesta quarta

30 MAI 2018   |   Por Jornalismo  |   09:10
Foto: Arquivo Pessoal
Ceagesp já recebe alimentos, mas preços devem continuar altos até 2ª
Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo

O Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), recebeu na manhã desta quarta-feira (30), 20 caminhões carregados de legumes e frutas que estão em falta nos supermercados da RMVale. O preço dos produtos continua elevado na região até o fim da semana.

Foram recebidos batata, mandioca, tomate, laranja, alface, chuchu e banana, mercadorias em falta nos setores de hortaliças e hortifrúti de supermercados e armazéns. De acordo com Henrique Leonel Ribeiro, diretor técnico da companhia, o normal é receber carga de 150 caminhões destes produtos, em um total de 750 toneladas diárias de mercadoria.

“Tivemos um volume maior na entrada de caminhões nesta quarta-feira, recebemos um total de 20 caminhões com batata, mandioca, tomate, laranja, alface, chuchu e banana. Isso resulta em 30% de mercadoria”, afirma Henrique.

Mesmo com a chegada dos alimentos em falta, segundo o técnico, os preços permanecem em alta, com previsão de normalizar a situação somente no final da semana.

“O habitual é entrar 750 toneladas diárias. Os preços continuam em alta. A tendência é diminuir a partir de sexta ou segunda-feira”, finaliza o técnico.

Produtos simples e básicos na cozinha, utilizados em várias receitas, como a batata e o tomate, chegam a custar R$13 o quilo nesta ultima semana em que a paralisação bloqueava a chegada de carga ao destino.

Fonte: Meon
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.