Caminhoneiros mantêm protesto no Vale após anúncio de medidas para tentar pôr fim à greve

Presidente Michel Temer anunciou redução de R$ 0,46 no litro do diesel por 60 dias; no Vale, categoria quer validade de sete meses para a medida. Caminhoneiros estão parados em dez pontos na região.

28 MAI 2018   |   Por Jornalismo  |   08:59
Foto: Nilton Cardin/Estadão Conteúdo
Caminhoneiros mantêm protesto no Vale após anúncio de medidas para tentar pôr fim à greve
Protesto de caminhoneiros no km 158 da Via Dutra, na região de Jacareí, em SP

s caminhoneiros mantêm a paralisação pelo 8º dia no Vale do Paraíba mesmo após o anúncio de um pacote de medidas pelo presidente Michel Temer. A greve provoca desabastecimento de alimentos, suspendeu aulas nas escolas, afetou o transporte coletivo e os postos de combustível.

Dez pontos, às margens da Dutra, estão ocupados pelos grevistas. Eles estão estacionados na áea urbana em Jacareí, em pátios e postos de serviços em Jacareí, Caçapava, Pindamonhangaba e Lorena. O tráfego está liberado aos motoristas de automóveis.

Na região, os profissionais dizem que não aceitaram a proposta do governo, que prevê redução de R$ 0,46 no litro óleo diesel por dois meses, porque querem que o período contemplado seja de sete meses. Eles tambám aguardam a publicação das medidas do governo federal no Diário Oficial.

RESUMO DA GREVE

movimento dos caminhoneiros tem apoio popular. Na região, neste domingo (27), moradores de ao menos sete cidades saíram às ruas para manifestar apoio aos trabalhadores.

Justiça

 

Prefeitura de Jacareí foi à Justiça para pedir liberação das vias dos bairros Pagador Andrade e Parque Meia Lua, onde os caminhões que deixaram a Dutra estacionaram.

O Ministério Público deu parecer contrário ao pedido e o município aguarda a decisão da Justiça - não há prazo.

Fonte: G1
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.