Prefeitura de Guará decreta estado de emergência para garantir serviços

Medida permite contratação e compra sem licitação

25 MAI 2018   |   Por Jornalismo  |   09:00
Foto: Arquivo
Prefeitura de Guará decreta estado de emergência para garantir serviços
A manutenção dos serviços de saúde serão priorizados pela Prefeitura de Guará

O prefeito Marcus Augustin Soliva decretou a situação de emergência em Guaratinguetá, na tarde desta quinta feira (24), devido ao impacto da greve dos caminhoneiros, que começou na última segunda-feira (21). Segundo Soliva, a falta de combustíveis prejudicou a prestação de serviços públicos considerados "emergenciais, essenciais e inadiáveis" à população. 

A situação de emergência autoriza o prefeito a adquirir bens e contratar serviços, em caráter emergencial, para dar continuidade aos serviços considerados essenciais. Logo após a publicação do decreto, Soliva comprou 10 mil litros de óleo diesel, que deverá ser usado nos serviços da área de saúde e considerados essenciais.

A coleta de lixo e as creches vão funcionar normalmente nesta sexta-feira (25), mas as escolas da rede municipal vão abrir somente no período da manhã. O transporte público será reduzido somente no final de semana. 

Comércio
A Aceg (Associação Comercial e Empresarial de Guaratinguetá) emitiu uma nota recomendando aos comerciantes da cidade que fechem seus estabelecimentos nesta sexta feira (25), para garantir a segurança dos seus funcionários e familiares.

A greve dos caminhoneiros segue por tempo indeterminado. De acordo com a Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros), a paralisação da categoria só terminará quando a redução de impostos dos combustíveis for publicada no Diário Oficial da União.

Fonte: Meon
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.