São José Vôlei consegue a estreia desejada no torneio de Itapetininga

O time venceu o Amazonas e vai decidir o primeiro lugar do grupo

25 OUT 2017   |   Por Jornalismo  |   09:23
Foto: Divulgação
São José Vôlei consegue a estreia desejada no torneio de Itapetininga
O time venceu o Amazonas e vai decidir o primeiro lugar do grupo

No torneio que vale três vagas na principal divisão de acesso da Superliga Masculina, o São José começou com o resultado que precisava. Na noite desta terça-feira, fez 3 a 0 no Amazonas ao abrir o seu triangular.

A competição, na cidade de Itapetininga, conta com a participação de seis times divididos em dois grupos. O Grupo A tem o São José, o anfitrião Itapetininga e o Amazonas. O Grupo B tem o Ribeirão Preto, o Santo André e o Conceição do Mato Dentro, de Minas Gerais.

Em cada grupo é disputado um traingular de turno único. Depois, os dois melhores de cada grupo subirão direto à Superliga B e ainda decidirão o título da Taça de Prata. Os dois segundos colocados jogarão pela terceira e última vaga da qualificação.

Vencendo o Amazonas, o São José agora espera o resultado do jogo de quarta-feira entre o time de Manaus e o dono da casa. Na quinta-feira, os joseenses enfrentarão o Itapetininga e poderá ser uma decisão direta pelo primeiro lugar.

A estreia

Sobre o jogo desta terça-feira, confira o material enviado por Renato Belinelli, da assessoria de Imprensa do São José Vôlei.

O Ginásio Ayrton Senna recebeu a partida entre São José Vôlei e Vôlei Amazonas, válida pela abertura da Taça Prata 2017. O jogo foi vencido pela equipe do Vale do Paraíba por 3 a 0, com parciais de: 25×20; 25×23 e 25×17

A equipe joseense, comandada pelo técnicoo Fabrizio Capello, entrou em quadra com: Bruno Godoy, Lucas Cândido, Schein, Frank, Cesar, Levandoski e o líbero Matheus.

A partida teve o São José Vôlei praticamente tranquilo durante todo o tempo. Com um forte volume de jogo e saques precisos, a equipe não teve muito trabalho para fechar o primeiro set por 25 a 20.

No segundo set, o time do Vale do Paraíba acabou pressionado na reta final, mas nada que abalasse os jogadores que estavam concentrados em conquistar a vantagem, fechando em 25 a 23.

O saque foi o principal fundamento para fechar o jogo sem sustos no terceiro set, por 25 a 17.

Como planejado

Para o técnico, Fabrizio Capello, o time imprimiu um bom volume de jogo e foi muito bem na partida: “O jogo foi bom, a gente conseguiu imprimir o ritmo que esperávamos. Como não tínhamos muitas informações sobre a equipe do Vôlei Amazonas, trabalhamos muito o saque e o volume de jogo nos treinos e no final isso fez a diferença para conseguirmos a vitória por 3 a 0. Agora o foco é na partida contra o Itapetininga que pode nos dar a classificação para a Superliga B já nesta primeira fase.”

Segundo o capitão e levantador da equipe joseense, Cesinha: “Foi um jogo bom, aonde conseguimos imprimir nosso ritmo, no primeiro set o saque foi nosso principal fundamento e nos deu várias oportunidades de contra-ataque para abrirmos vantagem. Demos uma relaxada no segundo set e eles encostaram no placar, mas nos mantivemos tranquilos e vencemos. No último set exploramos muito o saque e conseguimos abrir vantagem e fechar o jogo. A equipe toda está de parabéns pela estreia com o pé direito.”

(Fonte: Meon)
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.