Tempo seco aumenta risco de doenças e aquece mercado farmacêutico

Umidade relativa do ar nas cidades da RMVale chega a ficar abaixo de 30%

15 09 2017   |   Por Jornalismo  |   09:25
Foto: Divulgação
Tempo seco aumenta risco de doenças e aquece mercado farmacêutico
Procura por umidificadores amentam em farmácias da região

Com o tempo aberto e sem chuvas há mais de 15 dias, a umidade relatividade tem ficado muito baixa nas cidades da RMVale nestas últimas duas semana. Durante a tarde, o percentual tem chega a ficar abaixo de 30% em São José dos Campos e Taubaté.

Diante disso, especialista alertam: é preciso tomar cuidado neste período para não contrair doenças respiratórias, como a pneumonia. O número de casos chega a ser quatro vezes mais durante essa época.

“Recomendamos o uso de soro fisiológico para aplicação no nariz, muita hidratação, utilização de umidificador em lugares fechados, evitar uso de ar condicionado, exercícios físicos de 11h às 15h, que são os períodos de menor umidade do ar”, comenta o médico otorrinolaringologista, Gustavo Zangirolani.

Os índices de 20% a 30% de umidade relativa do ar são considerados como de atenção, pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Além disso, o especialista faz ressalvas sobre o uso de medicamentos.

“Existem os soros e os sprays, que são indicados para uso nestas situações e que são vendidos em farmácias. Os medicamentos são diferentes e necessitam uma prescrição médica”, ressalta.

Procura aumenta

Nas farmácias da região, o movimento cresce significativamente neste período. De acordo com o farmacêutico Alexandre de Almeida Rocha, a procura por soros aumentam 100%, enquanto os aparelhos de umidificarão do ar chegam 30%.

“Geralmente, as crianças são as que são mais que mais sofrem neste período. Além disso, também é bom neste tempo sempre mantê-las longe de poeira", comenta.

(Fonte: Meon)
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.