Após dois meses seguidos de queda, cesta básica aumenta no Vale

11 08 2017   |   Por Jornalismo  |   15:00
Foto: Meon

Depois de dois meses seguidos de queda, o preço da cesta básica volta a aumentar no Vale do Paraíba, segundo pesquisa divulgada pela Nupes (Núcleo de Pesquisas Econômico-Sociais) da Unitau (Universidade de Taubaté).

No mês de julho de 2017, o custo da Cesta Básica Familiar na região do Vale do Paraíba para uma família padrão brasileira com cinco pessoas e poder de compra de cinco salários mínimos vigentes (R$ 937,00), totalizando R$ 4.685,00, foi de R$ R$ 1.554,93, correspondendo a uma aumento de 0,60% em relação ao mês de junho de 2017 (R$ 1.545,68).

Neste mês de julho de 2017, Taubaté foi a cidade do Vale do Paraíba que teve o menor preço da cesta básica (R$ 1.543,86) e Caçapava foi a cidade que apresentou maior preço (R$ 1.562,38). A diferença da variação entre as cidades de menor e maior preço, aumentou de 1,02% no mês de junho de 2017 para 1,20% no mês de julho de 2017.

Entre os produtos pesquisados, os que apresentaram maiores altas no Vale do Paraíba foram: tomate (38,44%), cenoura (27,40%) mamão formosa (17,63%), couve (12,89%) e Carnes (patinho, 7,51%, alcatra, 8,66%).

O grande vilão deste mês é o tomate. Segundo a pesquisa, a alta do preço do produto é conseqüência da baixa oferta, com as baixas temperaturas, típicas dessa estação do ano e a maturação mais lenta do fruto.

Contramão - Na contramão, alguns produtos tiveram redução nos preços. Foi o caso, por exemplo, da batata (- 13,70%), feijão (-7,86%), açúcar (- 6,25%), farinha de trigo (- 5,05%), pão francês (-4,31%) e óleo de soja (-99%).

(Fonte: Meon)
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.